Rotina de Vendas

7 dicas para perder o medo em vendas

Aprenda como transformar obstáculos em ferramentas à seu favor para otimizar suas vendas.

Mesmo para quem possua perfil comercial, entrar em contato com outras pessoas, seja por telefone, Skype ou outras plataformas, pode ser um momento de estresse e ansiedade.

Metas, rotina de alta produtividade e a convivência diária com objeções são capazes de interferir na hora do primeiro contato com o lead. Mas estes mesmos fatores não precisam (e nem devem) ser vistos como algo negativo.

Por isso preparamos este post com 7 ações para você transformar contras em prós e perder qualquer medo em vendas:

  • O “não” você já tem

Nós, seres humanos, não lidamos muito bem com a rejeição. Ouvir um “não”, ainda mais quando você investiu tempo e traçou como objetivo uma resposta positiva, pode ser frustrante.

Calma, o “não” faz parte da rotina da área de vendas. Nem o mais eficaz dos vendedores foge das negativas no seu dia-a-dia. Se fosse tão simples receber um “sim”, qualquer um poderia fazer o que você faz.

Tenha em mente que o “não” já é o seu ponto de partida, portanto a única consequência real da sua interação será positiva.

  • Meta não é destino, e sim caminho

Antes de tudo, para que serve uma meta? Se você enxerga estes números como um dever a ser cumprido, repense!

Não importa em qual área você atue, todos precisamos de objetivos palpáveis para nos guiar. E é dessa forma que você deve pensar nas suas metas: elas são o seu norte.

Muito mais do que uma forma de cobrança, elas devem ser utilizadas como ferramentas de motivação para o seu desempenho. Afinal, se o seu objetivo principal fosse “bater” metas, quando alcançadas seu trabalho acabaria. E não é por aí, certo?

  • Transforme leads em clientes

Há uma grande diferença entre Leads e Clientes, e ela depende de você! Que tipo de relacionamento você constrói durante o seu atendimento? Se o seu foco é voltado somente para números, cuidado: o seu lead dificilmente se tornará cliente.

Cada vez mais, todos nós consumidores, buscamos uma experiência durante a jornada de compra. Por isso é tão importante entender qual a verdadeira necessidade do cliente, seus medos e objetivos.

Tornar-se alguém de confiança para quem está do outro lado da operação é crucial e só facilita o seu trabalho. Lembre: antes de vender, seu papel é ajudar!

  • Objeção ou informação?

Muitas vezes, quando surge uma objeção, nossa primeira reação é ver este momento como um obstáculo, e não como uma oportunidade. Preste atenção: por trás da rejeição pode estar a solução da sua venda.

Em 4 simples passos, é possível inverter a situação à seu favor:

Empatia: entenda a dor do seu cliente e mostre que você reconhece como ela afeta os objetivos dele.
Perguntar: questione sem medo! Seja direto para melhor entender qual a rejeição dele: “No que você precisa pensar?”; “Você achou caro em relação à quê?”.
Isolar: mais de um tipo de objeção pode surgir, e geralmente algumas delas são caminhos falsos que você pode facilmente desarmar. Questione uma por uma para identificar o que está por trás.
Contornar: agora que você já sabe qual a fonte da objeção, ficou muito mais fácil mostrar como ela pode ser facilmente contornada.

  • Você não é o Google

Dominar o conhecimento sobre o seu produto/serviço é uma ótima ferramenta para ser mais eficaz no momento da venda, mas tenha em mente que você não precisa saber tudo sobre todas as coisas.

Quando o cliente apresenta questionamentos demais, provavelmente ele precisa ser reforçado de qual o objetivo e o problema principal para ele no momento. Menos é mais: mantenha a conversa focada na real necessidade.

Inclusive, dizer “eu não sei” pode te ajudar neste momento. Tanto em trazer de volta o cliente para o eixo do problema, como em sugerir um contato com o especialista para a necessidade dele (caso isso faça sentido para o seu modelo de negócios).

  • Olhe para os lados

Essa dica é muito simples: você não está sozinho! Seja dentro da sua equipe/departamento ou em outro setor, seja com quem está há mais tempo ou menos que você na empresa, seus colegas estão lá para te ajudar!

Na hora da dúvida, ou até mesmo para procurar incentivo, não tenha receio de buscar em outros o que você precisa. Até porque, com certeza você também vai ajudar quando alguém precisar, não é mesmo?

Uma boa ferramenta para otimizar resultados e o relacionamento de companheirismo entre colegas é a implementação da cultura de feedback.

  • Sem mimimi

O último conselho deve ser aplicado durante todos os momentos anteriores: seja otimista! Não permita essas pequenas adversidades do dia-a-dia moldarem o seu comportamento: o que te irrita te controla!

Quando nos deixamos levar pela negatividade, não somente um pequeno problema começa a escalar igual uma bola de neve e pesar muito mais do que deveria, como também ele provavelmente vai respingar naqueles ao seu redor.

Use as técnicas para converter os obstáculos em oportunidades, e se algo não sair conforme o planejado, bola pra frente! O importante é não deixar a balança pesar por conta de uma ou outra experiência não tão favorável.

E você, tem alguma dica ou técnica para facilitar a hora da venda?
Deixa pra gente nos comentários! 🙂

Marcadores:

Deixe seu comentário