Rotina de Vendas

Como poker pode te ajudar nas vendas

Você joga poker e nunca parou para pensar como ele está presente no seu dia a dia?

Considere que: Há 52 cartas na mesa, tal qual o número de semanas no ano. Há quatro naipes, o mesmo que as quatro estações. 13 cartas em um naipe, o mesmo que o número de semanas em um trimestre. 12 cartas que contém figuras, o mesmo que os meses no ano. Por fim, 365 pontos em um baralho, o mesmo que o número total de dias.

Louco, não?

Mas, para vendas, onde ele se encaixa?

Vamos falar um pouco sobre como o poker traz algumas skills fundamentais para quem lida com vendas diariamente.

1. Estratégia além da sorte

O poker é um jogo de estratégia, não de sorte. Você precisa conhecer seu oponente, aprender seus pontos fortes e fracos, e capitalizar esse conhecimento. Vale o mesmo com as vendas. Chegar preparado em uma call te deixa muito a frente de conseguir um belo rapports com seu lead, ter insights e abordá-los de uma maneira diferenciada. Assim, é possível alcançar algum gatilho que faça uma conexão maior entre vocês. Alguns leads podem estar muito engajados com o produto, mas também existem aqueles que não vão nem querer ficar dois minutos ao telefone. Então, por que não se preparar para ambos e aumentar seu ratio de conversão?!

2. Resiliência e under pressure

Imagine você, depois de dois dias imersos (full day) em um campeonato, com um prêmio grande em jogo. Suponha que o “buy-in” foi em torno de R$1.000 e agora o pote está na unidade das dezenas (>=R$10.000), quiçá, centenas (>R$100.000.) Você está sob pressão e, mesmo após o cansaço mental dos todos os jogos, precisará manter o seu nível e não flutuar em seu rendimento. Assim é em vendas: vai ter dias que você estará cansado, com possíveis fatores externos te incomodando, meta no final do mês a ser batida… Mesmo dentro deste cenário, você terá que manter a constância e entrar no personagem best seller in the world, para que nada do exterior lhe afete e você consiga alcançar seus resultados.

3. Atenção plena

Os jogadores de poker estão, constantemente, com o objetivo de  vender. Desta forma, estão sempre atentos à todos os detalhes. Buscam avaliar rapidamente a mão que recebem, o que outras pessoas na mesa querem e o que os outros estão esperando ouvir. Vendas requer o mesmo exercício cerebral. A partir do momento que você entende o que a pessoa precisa, cabe fazer o dever de casa de mostrar à ela como você atende àquela solução e quanto isso pode ajudá-la. Por isso, atenção, sempre!

4. Inteligência emocional acima de tudo

Em uma mesa de poker, por mais que você tenha feito todos os movimentos corretos ou utilizado a melhor estratégia, você ainda pode perder, e isso é normal. Você pode ir do “all in short” para a liderança da mesa e da liderança para o “short” em pouco tempo. É preciso ter inteligência emocional para estar preparado para estas mudanças bruscas. Em uma venda, por mais que você tenha feito a melhor ligação do mundo e não tenha colhido bons frutos, você precisa seguir em frente, encontrar possíveis melhorias, ver que o jogo não acabou e ainda existe uma quantidade gigante de oportunidades para prospectar. Por isso keep going!

5. Otimismo

Jogar poker requer uma quantidade saudável de autoconfiança e otimismo. Você precisa acreditar em si e na probabilidade de sucesso e mostrar isso para os jogadores a sua volta. Em uma call, quanto mais segurança você passa para seu cliente, mais ele pode acreditar que SIM, você pode e vai resolver os problemas dele. Então, comece a preparar sua dose matinal de confiança, chame a atenção de seus clientes e feche o máximo de vendas possível! YOU CAN.

Depois de todo esse apanhado geral: alguém quer jogar poker? Espero vocês nas mesas da vida!

Marcadores:

Deixe seu comentário