Rotina de Vendas

“Não nasci para ser vendedor” e outras falácias sobre vendas

Com absoluta certeza você já ouviu a frase acima em algum momento na sua vida. Talvez foi no trabalho, na faculdade ou em alguma conversa com seu colega workaholic no happy hour. Mas o que fazer quando essa e outras falácias estão enraizadas na sua própria cabeça?

O que leva algumas pessoas a tremer na base só de ouvir palavras como: vender, metas, contatos, resultados, pressão, etc? E de que forma nós mesmos ajudamos a construir esses “fantasmas”?

Vejamos algumas falácias e mitos que permeiam o mundo das vendas e como desmontá-las. 😉

“Não nasci para ser vendedor”

De todas as falácias que falaremos neste post, esta é de longe a que eu mais ouvi na minha vida e, curiosamente, uma das com menos sentido. Vejamos o porquê.

Quando você acorda, a primeira coisa que faz – ou deveria fazer – é vender-se para você mesmo. Lavar o rosto, tomar um banho e escovar os dentes nada mais são que etapas da nossa pré-venda de todo dia. Sim, porque você é tão vendedor que faz pré-venda e venda!

Vejamos como funciona a sua jornada diária. Sigam-me os bons:

Agora pensa comigo: se você consegue transformar aquela criatura do pântano matinal em algo que você e as pessoas ao seu redor conseguem olhar sem ardência nos olhos, sorria: VOCÊ É UM GRANDE VENDEDOR!!

Se contarmos que você faz isso naturalmente, todos os dias, imagine o tamanho do seu potencial somados a uma pitada de conhecimento, técnicas e comprometimento? Não digo que você ficará mais bonito(a), mas certamente estará mais preparado para realizar sua primeira venda – e porque não algumas vendas!!

Ficou mais felizinho? Agora vamos para o round 2: a venda. Mas o que é vender no nosso dia-a-dia?

Após sua pré-venda de sucesso, toda e qualquer atividade que você fizer será uma tentativa de venda. Convencer o seu colega que ele deveria ter feito a pré-venda dele antes de chegar no trabalho, nada mais é do que você vendendo seus argumentos e ideias, na esperança que no dia seguinte o coleguinha pelo menos penteie o cabelo.

Uma das estratégias para obter êxito é: foque e acredite no vendedor natural que você é! O comércio não é uma das instituições mais antigas da humanidade à toa e você é humano – ou quase. Comprar e vender são processos tão comuns e necessários quanto beber água e tomar o banho de cada dia. É muito importante que você esteja preparado, independente da posição que esteja neste processo.

“Mas como eu tomo as rédeas?”. Tip: defina uma estratégia, avalie e aplique diferentes técnicas de negociação e trace os caminhos que te levarão ao seu objetivo.

“Eu odeio trabalhar com metas”

“Eu gosto de andar de olhos fechados” faz tanto sentido quanto “Eu odeio metas”.

É comum ouvir as pessoas afirmarem que encaram as metas como obstáculos ou desafios a serem superados. Se funciona para você, OK. No entanto, se só de pensar em metas você sente um frio na espinha, tente dar um passo para o lado e enxergá-las sob uma nova perspectiva. Pessoalmente, eu não vejo minhas metas como obstáculos que me separam do meu objetivo, mas sim como os caminhos que irão encurtar o espaço e o tempo que levarei para atingi-los.

Entenda um fato que surgirá na maioria dos objetivos que você traçar: dividi-los em etapas vai te ajudar (e muito!)  a organizar sua vida e a efetivamente atingi-los. Defina – e mais importante de tudo – compreenda suas metas e como você pode alcançá-las, sempre com o foco de atingir seu grande objetivo.

“Mas eu tenho vários objetivos”, diz o Joãozinho.

Joãozinho…se ajuda, cara. Se você tem dificuldades em traçar e definir metas para seus objetivos, se ajuda e foca em um objetivo de cada vez. Com disciplina, organização e paciência, você pega no tranco e novas formas de auto-organização surgirão.

“Não consigo trabalhar sob pressão”

Tenho certeza que sua mãe diria que uma das coisas mais bonitas da vida dela veio sob pressão: você! Tá…podemos encontrar algumas divergências sobre a sua, a minha, a nossa beleza se a pesquisa abranger o resto do mundo, mas esse não é nosso ponto. Mamãe te acha bonito(a) e isso é o que importa!!

Piadas ruins a parte, o ponto aqui é mostrar que a pressão é simplesmente o catalisador para que você alcance suas metas e objetivo. Particularmente, desconheço qualquer pesquisa oficial relativa a isso, mas acredito que a pressão interna de pessoas comprometidas com suas metas e objetivos é muito maior que qualquer pressão externa. Muitas vezes, o barulho da nossa mente e nossa cobrança interna são tão fortes que não ouvimos ou sentimos o ambiente que nos cerca. Comprometa-se e cobre-se! Você é o maior interessado que seus resultados sejam os melhores possíveis. Não espere a gravidade ou seu chefe te pressionarem para colocar os pés no chão e caminhar para o SEU objetivo.

PS: Lê direitinho ali em cima, ok? Não vai dizer por aí que leu no Rotina de Vendas que tu já te cobra demais e não precisa escutar teu líder. Spoiler Alert: se fizer isso pode preparar a mala e ir para Nárnia que tu não está nesse mundo.

“Não tenho desenvoltura para vender”

Para sambar você precisa de desenvoltura – e um pouco de gingado, horas de treino e força de vontade.

“A gente veio aqui falar de samba ou de vendas?”, diria algum picolezinho de Baygon. Jovem, para vender, a fórmula é quase a mesma, com algumas variáveis a mais. Pode copiar no caderninho: técnicas de venda, conhecimento e um par de orelhas – além de saber como usá-las – são fatores que vão refinar ainda mais a sua abordagem e estratégia de vendas.

Se você não quer ficar parecendo aquele turista com dedinho para cima, trate de treinar. Com seu dom natural, metas definidas e desenvoltura, ficará mais simples de você ser o abre-alas, o mestre-sala e a porta-bandeira da sua carreira em vendas.

Marcadores:

Deixe seu comentário