Rotina de Vendas

O ERRO QUE A SELEÇÃO ALEMÃ COMETEU E QUE VOCÊ TAMBÉM PODE ESTAR COMETENDO

Em tempos de Copa do Mundo, além de nos divertirmos muito (e de quase infartarmos em alguns momentos), também podemos analisar as situações e nos questionarmos. Por exemplo, ninguém precisa ser fanático por futebol para saber que, na última Copa do Mundo, o Brasil foi massacrado pela seleção alemã, com o famoso 7×1 (chega a dar até uma dor ao lembrar). Mas, afinal, o que aconteceu com a seleção da Alemanha que foi a campeã da última Copa (2014) e da última Copa das Confederações (2017), ao ficar em último lugar no seu grupo, perdendo para a seleção da Coréia do Sul (57° colocada no ranking da fifa)?

Fica mais fácil responder essa pergunta com a imagem abaixo que descreve os números do confronto entre as seleções.

Efetividade é a palavra que define o que faltou para os alemães nessa copa.

No dicionário, efetividade significa capacidade de ser assertivo. E, como a imagem acima mostra, a Alemanha não foi nada efetiva. Teve ótimo volume de jogo, mas, na hora de marcar os gols, pecou, e esse erro custou sua desclassificação. De que adiantou ter 74% da posse de bola, se  a Coreia do Sul, com 26%, foi quem fez dois gols e ganhou a partida?

No mundo de vendas, a lógica é a mesma. Vivemos tempos corridos, muitas vezes desejando que o dia pudesse ter mais horas, e a efetividade, logo, se torna chave para o sucesso em vendas. Vejamos na prática: imagine seu time de vendas a todo vapor, ligando o dia todo, conversando com potenciais clientes, detonando as listas de contatos, prospectando em redes sociais e em outras fontes. Volumoso né? SIM. Efetivo? S…ops, não tenha tanta certeza.

De que adianta cada vendedor seu ligar para 100 pessoas e não marcar “gol”? Lembre-se, efetividade, também é muito importante.

Inbound Marketing pode aumentar sua Coréia do Sul, digo, efetividade

Aquele jeitão tradicional de vender onde os vendedores educavam o mercado indo de porta em porta, ou aquela estratégia de  ‘comprar uma lista de contatos’ e sair ligando para todo mundo, vem perdendo eficácia constantemente.

O jeito de vender mudou, porque o jeito de comprar mudou. Hoje as pessoas vem mais prontas para comprar, muitas vezes, sabendo mais sobre o produto\serviço que os próprios vendedores. A informação está na palma da mão, é apenas buscá-la na internet.

O Inbound Marketing é a via onde o cliente vem até você, e não o inverso como é de costume. Descrevendo a metodologia de uma forma quase que pífia, o potencial cliente troca informações pessoais com sua empresa por meio de um conteúdo rico, para sua análise e estudo. Se a pessoa trocou informações com você, ela já passa a ser um contato. Através de fluxos de automação, você poderá ir nutrindo este contato e passando-o de fase na jornada de compra. Até chegar ao ponto desse contato estar pronto para compra. É aí que você direciona seu vendedor para falar com o contato. O Inbound Marketing torna todo o processo de compra mais assertivo, porque os seus vendedores atacarão os contatos mais preparados para compra, que conhecem sua empresa, que sabem do que seu vendedor está falando e, assim, suas chances de fazer “gols”, ou melhor, vendas, serão muito maiores.

Saiba mais o que é Inbound Marketing

É preciso que sejamos mais efetivos (Coreia do Sul), dia após dia, para que não sejamos pegos de surpresa a ponto de sairmos do mercado mesmo com um “volume alto” (Alemanha) de trabalho.

Marcadores:

Deixe seu comentário