Rotina de Vendas

Como começar a vender – 6 dicas essenciais:

Muita gente passa grande parte da vida achando que não tem talento nenhum para vendas, acreditando que não conseguiria nem vender uma banana a um macaco. Porém, estes esquecem que vender é algo ‘natural’ do ser humano, e que a gente ‘vende’ todos os dias, o tempo todo. Posso dar alguns exemplos disso, como: a gente vende o nosso conhecimento em uma entrevista de trabalho e a gente vende as nossas ideias em uma discussão, entre muitos outros.

Portanto, para estes desacreditados, (ou até mesmo para quem acredita, mas está começando), faltam apenas dicas preciosas sobre como começar, e algumas dessas seguem abaixo:

 

  • Conheça BEM o que vai vender;

No mundo das vendas existem diversas técnicas e estratégias, mas nada funciona melhor do que saber a fundo as características do seu produto/serviço. Com isso, além de saber quem são os seus clientes ideais e saber se o seu produto/serviço se encaixa nas necessidades de potenciais clientes, esse conhecimento lhe permitirá falar com propriedade na hora da venda. Além disso, conhecer a fundo o que você vende lhe permitirá contornar diversas objeções impostas pelos seus compradores, facilitando em muito o seu trabalho.

 

  • Não venda o produto em si, venda a solução que ele oferece;

Uma venda ideal consiste em entregar ao seu cliente a solução para um problema que ele, muitas vezes, não sabia que tinha. Ou seja, para vender mais e melhor, você deve fazer o seu cliente enxergar e mensurar o tamanho de um problema que ele possui, para posteriormente ver que o seu produto/serviço é uma ótima forma de solucioná-lo.

A grande dificuldade disso, geralmente, é que é muito difícil para o lead definir qual é exatamente a sua dor, e portanto, cabe ao bom vendedor educá-lo.

 

  • Seja resiliente;

Muitos vendedores ficam abatidos quando recebem um não do cliente, chegando até mesmo a perder a motivação e o entusiasmo para continuar o processo da venda. Alguns especialistas dizem que, enquanto alguns vendedores se sentem desestimulados quando recebem um não, outros vêem várias novas possibilidades. Ou seja, enquanto vendedores comuns se apagam com a negativa de alguns clientes os ótimos vendedores reagem de maneira positiva a ela.

Então, podemos concluir que o bom vendedor deve sempre compreender que o ‘não’ do cliente não é uma rejeição à sua pessoa, mas consequência de algo que não foi compreendido por ele.

 

  • Troque ideias com vendedores mais experientes;

Com o tempo cada vendedor tende a criar suas próprias técnicas de vendas e prospecções. Portanto, conversar com profissionais mais experientes, cheios de macetes e truques, é ótimo para tirar dúvidas, trocar informações sobre argumentos que funcionam e aprender novas formas de evoluir.

 

  • Esteja sempre atento;

Estude muito sobre a sua área e sobre vendas. Seja preparado e dedicado. Vendedores comuns estudam pouco e não se interam, já os vendedores ótimos estão sempre se aperfeiçoando e dedicando tempo à sua formação.

 

  • Pense em ser bem sucedido!

Dificuldades estão sempre a nossa frente. Seja negativas de clientes, dificuldades na economia ou crises. Você pode parar nelas ou se superar, encontrando oportunidade em cada barreira! Isso é o que chamamos de entusiasmo, e entusiasmo acompanha profissionais bem sucedidos. Portanto, pensem em ser bem sucedido e direcione energia e esforços para isso. Acredite que você sempre pode ser mais!

Marcadores:

Deixe seu comentário