Rotina de Vendas

O que a UFSC ensina sobre Vendas?

Ao entrar em uma universidade, é comum se parar pensando sobre as suas escolhas de carreira, com perguntas como:  “será que estou no curso certo?”, “esse curso vai suprimir as minhas expectativas?”, “vi a grade do curso, mas só tem algumas matérias que eu gosto, tem umas que eu não gosto muito. Será que esse curso é pra mim?”. Essas são algumas das dúvidas que passam na cabeça das pessoas quando vão escolher qual curso fazer na faculdade.

Mas e se você estiver decidido ou, pelo menos, gostar da ideia de ser vendedor? Qual seria o melhor curso para você se desenvolver? Tem algum curso certo para isso?

 

Segundo relatos de alguns alunos, eles conseguiram aperfeiçoar a sua técnica em vendas, não só nas aulas obrigatórias, mas sim nas atividades extracurriculares:

Eduardo Vieira (Ex presidente e diretor de MKT da Atlética ADM UFSC e atual dono da agência Monking):

“Quando trabalhei no Marketing da Atlética, mais precisamente em parcerias, eu ia negociar descontos, brindes, prêmios para os alunos do curso com donos ou responsáveis das empresas. Normalmente, eram pessoas com muito mais experiência que eu, mas aprendi que tinha que  manter uma postura adequada para não transparecer minha falta de know how. Acredito que não iria adquirir esse conhecimento só indo para as aula obrigatórias do currículo de Administração  (do curso)”

Luis Felipe dos Santos (Ex presidente da AIESEC Florianópolis ):

“Trabalhando dois anos com vendas, eu poderia listar 3 coisas importantes que eu aprendi:

1 – Conhecer meu produto: é o básico, mas você não consegue ter esse discernimento só com as aulas do currículo. Você precisa conhecer detalhes do seu produto, ser especialista no que vende!

2 – Acreditar no que vende: você compraria o que está vendendo? Você realmente acredita no seu produto e no que você está querendo vender? Acreditando nessas duas frases, metade do seu caminho já está andando.

3- Honestidade e transparência: falar a verdade para o possível cliente, prometendo apenas o que consegue entregar. Com certeza, isso foi uma das coisas que mais aprendi. Dizer a verdade para o cliente: o que o produto entrega e o que ele não entrega. Ajuda muito na hora da venda e na hora do pós vendas.”

Farid Londono (Atual diretor da Ação Júnior):

“A ação júnior me ensinou a lidar com o cliente em qualquer momento de um processo de vendas, desde o primeiro contato a realizar o diagnóstico. Me ensinou também como montar uma proposta, apresentar uma proposta, negociar, fechar um projeto. Dentro de tudo isso,consigo me considerar um bom vendedor hoje. Uma pessoa que consegue ler bem o cliente. Acho que tudo isso me agregou muito!”

Estes relatos demonstram que não existe nenhum curso na UFSC totalmente voltado para vendas e que apenas seguir o currículo do curso não vai te fazer ter skills desejáveis para se aventurar no mercado de trabalho. Uma das opções mais interessantes para se capacitar e se preparar, antes de sair da faculdade, seria se associar em atividades extracurriculares.

Marcadores:

Deixe seu comentário