Rotina de Vendas

Os 7 Pecados da Fala

A voz humana é um instrumento tocado por quase todos nós e é provável o som mais potente do mundo, é o único que pode começar uma guerra e dizer eu te amo. Mesmo assim muitas pessoas passam pela experiência de falar e ninguém ouvir e por quê?

Como podemos falar poderosamente para fazer diferença no mundo? O que eu gostaria de sugerir é que temos alguns hábitos que devemos afastar da nossa fala.

 

No post de hoje vamos falar sobre a teoria de Julian Treasure, que nos mostra que se tirarmos 7 pecados mortais da nossa comunicação podemos nos relacionar com diversos tipos de pessoas, deixando-as concentradas naquilo que queremos dizer.

 

7 pecados mortais da fala:

 

  1. Fofoca: falar mal de alguém que não está presente não é um bom hábito, e sabemos muito bem que a pessoa que fofoca,  5 minutos depois estará fofocando sobre nós;
  2. Julgar: conhecemos pessoas que julgam, estão por todos os lados, é muito difícil escutar alguém sabendo que está pessoa está nos julgando e condenando ao mesmo tempo;
  3. Negatividade: você pode cair nessa, pessoas com certas frustrações podem contaminar seus planos, contrapondo suas ideias com experiências negativas;
  4. Reclamar: é uma arte institucionalizada em muitas empresas, é quase um esporte nacional, tem pessoas que reclamam de tudo, do clima, sobre política, sobre tudo, reclamar é um sofrimento viral;
  5. Desculpas: todos nós conhecemos esse tipo de pessoa, talvez nós mesmo já fomos essa pessoa um dia, algumas pessoas têm uma arma metralhadora de culpa, elas jogam a culpa em todo mundo e nunca se responsabilizam por seus atos, é novamente muito difícil ouvir alguém que se comporta dessa forma;
  6. Exagero: é muito prejudicial a nossa linguagem, por exemplo se eu vejo alguém que é “realmente incrível”, do que eu chamo ela? Claro esse exagero se torna mentira, e não queremos saber de ouvir pessoas que sabemos que estão mentindo para nós;
  7. Dogmatismo: a confusão de fatos com opiniões, quando essas duas coisas se confundem, você pode estar ouvindo alguém bombardeando você com suas opiniões e te obrigando que as aceite como verdade.

 

Bom, esses são os 7 pecados mortais da fala, coisas que precisamos evitar. Mas existe uma forma positiva de pensar sobre isso? Sim existe, temos 4 bases fundações, sobre as quais podemos ficar se queremos que nosso discurso seja poderoso e que faça diferença no mundo:

 

  1. Honestidade: ser verdadeiro no que você diz, sendo honesto e claro.
  2. Autenticidade: apenas sendo você mesmo, estar sobre sua própria verdade.
  3. Integridade: sendo sua palavra, fazer o que você diz e ser alguém que as pessoas podem confiar
  4. Amor: não o amor romântico, mas o amor que deseja o bem as pessoas, por duas razões, primeiro a honestidade absoluta não pode ser ofensiva, “meu deus, você está tão feia esta manhã”, talvez isso não seja necessário, temperada com amor, é claro, honestidade é uma grande coisa. Mas também se você está desejando o bem a alguém é muito difícil julgar ao mesmo tempo, talvez seja impossível fazer as duas coisas simultaneamente. Você é o que você diz e como você diz.

 

O mais importante agora é colocar esses aprendizados em prática, mesmo que de maneira não intencional se estivermos fofocando, julgando, sendo negativo, reclamando, colocando a culpa em alguém, sendo exagerado, ou colocando suas opiniões por goela a baixo, pare e coloque em prática sua honestidade, autenticidade, integridade e todo seu amor, com certeza mais pessoas estarão mais focadas em ouvir o que você tem a dizer.

Boa sorte.

Marcadores:

Deixe seu comentário