Rotina de Vendas

3 Principais Habilidades de Vendas

Sempre achei que para ser vendedor tinha que nascer vendedor. Então nunca previ uma carreira em vendas para minha vida.

Eu era uma menina muito tímida e não conseguia me relacionar com pessoas até a adolescência. Tentei perder a timidez com aulas de teatro, mas nada tirava de mim o pânico de conversar pela primeira vez com alguém.

Com 16 anos resolvi ser monitora de acampamento, não pensei em recreação, só pensei “amo acampamentos, quero trabalhar em um”. Porém não parei para calcular o quanto esse trabalho era relacionado à pessoas. Talvez aí eu tenha adquirido minha primeira skill de vendas, a confiança.

Explicando melhor, antes disso eu era uma garota tímida, que tinha dificuldade de argumentar e debater. Falava baixo e me portava de forma submissa à tudo e a todos. No acampamento fui obrigada a mudar, por que eu estava lidando com crianças, era necessário firmeza e confiança na voz, se não perdíamos o controle.

Depois de alguns anos trabalhando com recreação resolvi que era hora de encarar novos desafios, procurar um emprego fixo, e foi quando comecei a trabalhar em um sindicato.

O trabalho era ligar para o clientes, explicar que o produto sofreu reajuste de preço e oferecer uma solução. Simples, mas não para mim, eu entrei em pânico na frente daquela lista imensa com nomes e telefones.

Como precisava do emprego, levantei a cabeça e trabalhei muito para terminar logo aquela lista. Nesse emprego aprendi que o telefone não era meu inimigo, e que falando com “jeitinho” as pessoas param alguns minutos para te dar atenção.

Depois disso tive outros empregos, até que me tornei propagandista (representante de medicamentos), e lá estava ela, a minha dificuldade de se relacionar com pessoas. Tive que quebrar essa barreira para trabalhar nessa empresa, e aí aprendi um outro skill de vendas muito importante, o relacionamento.

Depois desta empresa fui trabalhar como vendedora de seguros com foco em planos de saúde. Passei por um novo processo de aprendizado onde tive oportunidade de trabalhar com excelentes consultoras. E comecei a entender a diferença entre vendedora e consultora.

Nessa profissão conquistei o último e mais importante skill de venda, o expertise. Descobri que quando mais conhecimento eu ganhava, mais os clientes se sentiam seguros em fechar comigo, indicavam meu trabalho e me passavam feedback positivos. A partir daí, bater a meta foi ficando mais fácil e eu fiquei mais confiante para trabalhar como vendedora.

No fim das contas até acredito que existam pessoas que já nascem com um perfil mais extrovertido, pessoas que são boas em argumentar e por isso são bons vendedores.

Mas, hoje sei que é possível aprender a vender, eu tinha tudo para ser uma péssima vendedora, mas me considero exatamente o contrário. Quando temos conhecimento, falamos com firmeza e criamos empatia com nosso cliente a chance de fechamento é bem maior.

Marcadores:

Deixe seu comentário